14 de mar de 2010

Homenagem aos grandes poetas de Deus








Hoje meus amados é o dia da poesia , sim quem nunca ouviu poesias que nos emocionaram , a palavra de Deus , os salmos estão repletos de poesias que nos trazem vida que renovam nossas esperanças , porém existiram poetas alguns desconhecidos mais que deixaram suas marcas através da Historia este homens nos deixaram como relíquia os hinos da Harpa Cristã.

Letra: Thomas Obadiah Chisholm, 1923
Musical: William Marion Bunyan, 1923
Tradução: (1960)
- Joan Lares Sutton
- Lygia Cassa no Bueno
- Hoje Gordon Silva

1
Tu és fiel, Senhor, meu Pai celeste:
Pleno poder aos teus filhos dará.
Nunca mudaste: tu nunca faltaste:
Tal como eras, tu sempre serás.
.
Coro
Tu és fiel, Senhor! Tu és fiel, Senhor!
Dia após dia, com bênçãos sem fim,
Tua mercê me sustenta e me guarda.
Tu és fiel, Senhor, fiel a mim.

2
Flores e frutos, montanhas e mares,
Sol, Lua, estrelas no céu a brilhar:
Tudo criaste na terra e nos ares.
Todo o Universo vem pois te louvar!

3
Pleno perdão tu dás: paz, segurança:
Cada momento me guias, Senhor.
E, no porvir, oh! Que doce esperança:
Desfrutarei do teu rico favor!

 Este hino para mim mostra a fidelidade do Senhor , não sabemos o que estava passando o poeta desta obra , mais o perfeito que sentimos é a confiança em Deus.

Letra : George Matizam
Música: Albert Lis ter Face
Tradução:Henry Maxwell Wright

1
Amor, que por amor desceste!
Amor, que por amor morreste!
Ah! Quanto dor não padeceu,
Meu coração pra conquistar,
E meu amor ganhar!

2
Amor, que com amor seguias!
A mim, que sem amor Tu vias!
Oh! Quanto amor por mim sentia,
Meu Salvador, meu bom Jesus,
Sofrendo sobre a cruz!

3
Amor, que tudo me perdoas!
Amor, que até mesmo abençoas!
Um réu de quem Te afeiçoa!
Por Ti vencido, ó Salvador,
eles aos Teus pés, Senhor!

4
Amor, que nunca, nunca mudas,
Que nos Teus braços me seguras,
Cercando-me de mil venturas!
Aceita agora, Salvador.
O meu humilde amor!


Este hino para mim tem uma profundidade sobre o verdadeiro sentido da Plenitude do Amor de Deus. Neste através de um blog consegui a historia do Hino, segue abaixo

HISTÓRIA

Sobre o surgimento do hino AMOR QUE VENCE, o autor escreveu:

"Ele não foi composto. Veio, como inspiração. Lembro-me muito bem da ocasião. Foi em Inibam, numa noite de junho de 1882. Eu tinha sofrido uma perda enorme e estava muito deprimido. Enquanto estava sentado ali acabrunhado, as palavras brilharam na minha mente como relâmpago, e em poucos minutos as quatro estrofes estavam completas. Parecia que elas tinham sido ditadas a mim por mão invisível, completas em linguagem e ritmo."

O poeta não nos conta a fonte do seu sofrimento, mas relata que a ocasião foi no dia do casamento da sua amada irmã, que sempre fora sua mão direita. Aprendeu grego, latim e hebraico, para melhor ajudá-lo nos seus estudos teológicos. Esta irmã continuou a colaborar com ele durante toda sua vida. Era ela quem o guiava nas suas visitas pastorais. Baile achava que o casamento dela trouxe a Matizam a lembrança de outra perda, a da sua noiva que o deixou, tantos anos antes, quando soube que ele se tornaria completamente cego, e que o intenso sofrimento de estar na escuridão da sua cegueira, totalmente só, foi o que afligiu o autor.

O hino apareceu pela primeira vez em 1883, em Lei ano Works (Vida e Obra), o periódico mensal da Igreja da Escócia. Em 1885, foi incluído no Córtex Hymnal (Hinário Escocês).

Matizam faleceu repentinamente em 28 de agosto de 1906. Certamente, naquela hora, houve júbilo inexorável para aquele servo de Deus, ao deixar, para sempre, este mundo de escuridão para a luz do rosto do seu Salvador!


 São tantos hinos preciosos somente citarei três , o último que irei publicar é um que foi o primeiro hino que ouvi na minha igreja Assembléia de Deus recorda o quanto ele fez quebrantar na presença do Senhor. 

e  toda vez que ele é cantado em minha igreja principalmente na Santa Ceia eu rejubi-lo , espero que isso acontece com os irmãos também


Letra: Eden R. Latta, 1881
Música: Henry S. Perkins
Tradução: Henry Maxwell Wright
.
.
1
Bendito seja o Cordeiro,
Que na cruz por nós padeceu!
Bendito seja o Seu sangue,
Que por nós, ali Ele verteu!
Eis nesse sangue levados,
Com roupas que tão alvas são,
Os pecadores remidos,
Que perante seu Deus já estão!
.
Coro
Alvo mais que a neve!
Alvo mais que a neve!
Sim, nesse sangue lavado,
Mais alvo que a neve sere!
2
Quão espinhosa a coroa
Que Jesus por nós suportou!
Oh! Quão profundas as chagas,
Que nos provam quanto Ele amou!
Eis nessas chagas pureza
Para o maior pecador!
Pois que mais alvo que a neve,
O Teu sangue nos torna, Senhor!
3
Se nós a Ti confessarmos,
E seguirmos na Tua luz,
Tu não somente perdoas,
Purificas também, ó Jesus;
Sim, e de todo o pecado!
Que maravilha de amor!
Pois que mais alvo que a neve.
O Teu sangue nos torna, Senhor. 


Glória a Deus por estes servos do Senhor , e atualmente querem pouco tempo é louvados estes hinos tão preciosos , em algumas igrejas foram esquecidos. Que o Senhor nos faça entender a importância e valorizar a nossa história fundamenta em Cristo e firmados na Rocha.

Verdadeiro poeta é aquele que através das palavras mostram o que sente e este mostraram e foi testemunhas vivos que o Senhor é fiel, que o seu amor é eterno e que o Senhor nos quer ver alvos mais que a neve. 

Amém

 



0 comentários:

Postar um comentário